Ostheobaldo - Discografia


Ostheobaldo foi uma banda de rock brasileiro que misturou ritmos como heavy metal, funk carioca, música nordestina. Lançou apenas dois álbuns: Ostheobaldo (1996) e Passa o Corredor (1998). Em 1999 Egypcio assumiu o lugar do vocalista Jonny e a banda passou a se chamar Tihuana. Atualmente Jonny faz parte da banda ToaToa.


Ostheobaldo (1996)

Ostheobaldo era a típica banda de rock brasileira que satirizava tudo o que sabia, via, lia e ouvia sobre o Brasil, uma forma diferente e muito mais divertida de patriotismo. Seja política, discriminação, religião, problemas sociais diversos, cultura (ou falta dela), pilantragem, entre outros temas, tudo com bom humor, sarcasmo e sem pregos na língua. A banda lembra nossos queridos Mamonas Assassinas mas numa versão muito mais crítica, pelas letras que satirizavam nosso dia-a-dia, pelos besteiróis que pouco fazem sentido e pelas misturas de ritmos e instrumentos ao velho rock. Também uniam o heavy metal e o punk, de forma irônica, ao funk carioca, a batucada e aos ritmos nordestinos que seguiam regidos por berimbaus, triângulo e percussões.

O nome Ostheobaldo soa desconhecido e novo para muitos, e nostálgico para poucos. Esta foi a banda que, sem dúvida alguma, foi a responsável pela criação do Tihuana. A banda, formada pelo vocalista Jonny, o guitarrista Léo, o baixista Román, o percussionista Baía e o baterista P.G. lançou apenas 2 Cds, Ostheobaldo (1996) e Passa o Corredor (1998), tendo seu fim em 1999 com a saída de Jonny. Mas com o fim de Ostheobaldo nascia o Tihuana, agora com Egypcio assumindo os vocais e conseguindo muito mais espaço e seguidores, até porque seu primeiro álbum recebeu nada mais, nada menos que um disco de ouro.

O destaque maior vai para o debut, que foi uma fábrica de canções hilárias e dificulta a escolha somente alguma representante. A primeira, Ostheobaldo, é como uma apresentação, mostrando a hipocrisia e a falsa moral, no caso dos policiais. Arrasa Quarteirão (que possui um clipe bem humorado) mostra o poder da mulata e suas curvas. Funk do Edmilson une o funk carioca com o metal. Homem com H é um cover punkeado e muito cômico do grande Ney Matogrosso. La Poronga critica a roubalheira religiosa, citando o Papa e a Igreja Católica e Edir Macedo com sua IURD, convidando-lhe que chupe sua la poronga. E podemos deduzir o que CincoContraUm se refere, então sem maiores explicações. Não só estas, mas todo o CD é louvável, malandro, crítico e empolgante.

Não precisaria nem dizer que para quem ouve Raimundos, Mamonas, Virgulóides, Comunidade Nin-Jitsu, Catapulta e mesmo o Tihuana, esta se trata de uma audição obrigatória.



Passa o Corredor (1998)

Já o "Passa o Corredor" é totalmente diferente, nem parece ser a mesma, por vezes. A banda tentou algo mais sério, menos diversão e mais maduro, algo comum, como podemos ver em bandas como Ultraje a Rigor, Tihuana, Titãs e outras, que se mostram bem diferentes logo no segundo álbum. Mas as letras ainda (algumas) continuam recheadas de sarcasmo. A música sim sofreu maiores mudanças. Nota-se que a intenção é falar com o público, e não apenas fazer música para pular e se descabelar, que por outro lado assumiram uma pose mais HC e durona. Ritmos como groove, hip-hop e uma produção melhor são apresentados. Para muitos, a banda perdeu sua identidade nele, e pessoalmente, não me empolga como o primeiro. Mas o disco é bom e conta com Preta Véia e seu clipe, Docemá, El Cafetón e Tô na Boa.

Textos: Wikipédia / Heirick Pirata


Discografia
 
Senha dos arquivos: brrock



Ostheobaldo (1996)
01. Ostheobaldo
02. Arrasa Quarteirão
03. Funk do Edmilson
04. Homem com H
05. Porque Você me Ama...
06. Pega, mata e come
07. La Poronga
08. Tem Vagabunda
09. Cincocontraum
10. O Coelho e o Jabuti
11. É Coisa do Passado (vinheta)



Passa o Corredor (1998)
01. Preta Véia
02. El Cafetón
03. Quando Eu Contar Até Três...
04. Docemá
05. Povo de Roma
06. Remenex (vinheta)
07. Tô na Boa
08. Tá na Mente
09. Nêga
10. Que Q'eu Vou Fazer?
11. Os Mortos Não Falam
12. Corre Vicente
13. Passa o Corredor




Senha dos arquivos: brrock



Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.