Supercordas - Discografia


Supercordas são as partículas unidimensionais que dão origem a toda a matéria do universo com suas vibrações, segundo uma das mais recentes e controversas teorias cosmológicas.

Como seu minúsculo e hipotético homônimo, a banda tem vibrado e construído sua matéria psicodélica pelo Brasil desde 2003, quando o EP-quase-LP A pior das alergias foi lançado pelo lendário selo independente carioca Midsummer Madness, seguido de perto pelo EP Satélites no bar, de 2004.

O primeiro álbum chegou em 2006. Seres verdes ao redor foi saudado por muitos como obra-prima da psicodelia brasileira, com suas superposições de cordas acústicas e harmonias vocais, seus theremins e efeitos sonoros, seu imaginário de um descontrolado surrealismo naturalista, uma ode à resistência dos manguezais e dos eremitas anfíbios do underground.

Com referências sonoras que vão do Pink Floyd de Barrett ao Violeta de Outono, dos alemães Can e Faust ao sertão lisérgico de Ave Sangria, Flaviola e Paebirú, dos mineiros do Clube da Esquina ao indie rock noventista de Mercury Rev, Spiritualized e Super Furry Animals, a banda percorreu boa parte dos festivais e casas de show independentes do país nos anos seguintes, enquanto compunha e gravava seu segundo LP, A Mágica Deriva dos Elefantes. O disco foi finalmente lançado em 2012, com uma ambientação sonora mais pesada e sombria que o seu predecessor.

Supercordas mudaram sua formação algumas vezes nesses mais de dez anos de estrada, e se articularam com outros grupos em diferentes projetos, solo ou em coletivos, sempre a partir de grandes amizades musicais. Hoje habitam três cidades diferentes: Pedro Bonifrate (guitarras e harmônicas) mora em Paraty, Diogo Valentino (baixo) e Filipe Giraknob (guitarras, efeitos) em São Paulo, Sandro Rodrigues (bateria) e Gabriel Ares (teclados) no Rio de Janeiro.

Terceira Terra (2015), esse é o nome do terceiro álbum de inéditas do coletivo carioca Supercordas. Anunciado há quase um ano com o lançamento de Sobre o Amor e Pedras e posteriormente reforçado com a apresentação de Maria³, faixa em parceria com Benke Ferraz, do Boogarins, o registro de 11 faixas e distribuição pelo selo Balaclava Records assume um caminho completamente distinto em relação aos dois últimos discos da banda – Seres Verdes ao Redor(2006) e A Mágica Deriva Dos Elefantes (2012).






Discografia
 
Senha dos arquivos: brrock

 
A Pior das Alergias (2003)
01. A Pior das Alergias
02. Quando o Sol Se Põe
03. Meu Vidrinho de Fluidos Oníricos
04. Frutas Verdes
05. Longe do Chão
06. At The Core
07. Câncer
08. Quase-Fim
09. Café Pra Não Dormir



Satélites No Bar (2005) [EP]
01. Da Órbita de Um Sugador
02. Satélites No Bar
03. Supercordas
04. O Céu Que Você Vê
05. O Perspicillum
06. A Terra Da Tv (Extendida Ou Uma Fantástica Epopéia Psicotrópica)



Seres Verdes Ao Redor: Música Para Samambaias, Animais Rastejantes e Anfíbios Marcianos (2006)
01. E o Sol Brilhou Sobre o Verde
02. A Charneca
03. Ruradélica
04. 3000 Folhas
05. Mofo
06. Sobre O Frio
07. Ricochete
08. Musgo
09. Frog Rock
10. Sobre O Calor
11. Mangue
12. Fotossíntese



A Mágica Deriva dos Elefantes (2012)
01. Mumbai
02. Orquestra De Mil Martelos
03. O Céu Sobre as Cabeças
04. Um Grande Trem Positivista
05. Belo Horizonte
06. Mágica
07. Declínio E Queda Do Império Magnético
08. A Minha Estrela Bailarina
09. Indico De Estrelas
10. Ascensão E Gloria Do Império Cibernético
11. Asclepius



Terceira Terra (2015)
01. Fundação Roberto Marinho Blues & Co.
02. Sobre O Amor E Pedras
03. Maria³
04. Colunas
05. Itinerarium Extaticum In Temporalibus
06. Primeira Terra
07. Sinédoque, Mulher
08. Ipupiara
09. Espectralismo Ou Barbárie
10. Segunda Terra
11. Terceira Terra




Senha dos arquivos: brrock



Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.